Dica para pequenos investidores: Digam não a poupança!

Ter um valor sobrando para utilizar em qualquer emergência financeira é sempre um sinal de ser uma pessoa prevenida e atenta aos imprevistos que estamos sujeitos a passar. Porém, Os pequenos investidores, são aqueles que enxergam apenas na poupança uma real possibilidade de fazer seu dinheiro gerar lucros, é o momento certo de se dizer: Não seja esse tipo de pessoa!

Mesmo que você possua um perfil mais conservador e que costuma fazer uma análise muito cautelosa antes de tomar qualquer decisão, é importante você entender que o a situação atual simplesmente não permite que você insista nesse tipo de atitude.

Para não ficar apenas no caráter de “perseguir por perseguir” as pessoas que optam por manter suas economias na poupança, alguns motivos baseados em fatos podem lhe dar uma luz de informação suficiente para que você possa entender melhor o conselho passado:

A instabilidade econômica

Ao contrário do cenário que possa parecer o lógico, onde suas finanças estão protegidas de qualquer risco pelo fato de estarem guardadas na poupança e não circulando em forma de ações, não é bem assim que funciona o mercado financeiro.

O rendimento toma como base a estabilidade de uma taxa base que, há cerca de três anos atrás, estava em menos de 7%, possibilitando maiores benefícios e aporte de maiores taxas de rendimento para pessoas com grandes quantias em poupança. Hoje, com essa mesma taxa avaliada quase em 14% (aumento bem perto de 100%), o potencial de acúmulo de juros despencou em conjunto.

Rentabilidade muito reduzida

Tanto em decorrência da já citada situação econômica de incerteza que permeia o Brasil como também através do constante surgimento de elementos facilitadores para se especializar em outros investimentos, a taxa de rentabilidade calculada hoje para a poupança é ínfima até mesmo para as pessoas com quantias mais vultuosas na conta bancária.

Segundo dados já comprovados e baseados unicamente no panorama econômico que se apresenta atualmente, alguns títulos como as Letras de Crédito de Agronegócio (LCA) podem apresentar uma proporção de lucro, considerando um ano de duração do investimento, de até 52% a mais do que na poupança tradicional.

Facilidade de se descapitalizar

A forma como pode se acumular ganhos na poupança apenas aparenta ser muito simples, porém ainda gera confusão na cabeça de muitas pessoas. E praticamente todas as dúvidas acabam sendo solucionadas com uma afirmação importante: É necessário se manter o investimento sem nenhuma retirada da poupança em um prazo de 30 dias exatos, fazendo com que o cálculo de juros seja efetuado.

Entretanto, como bem sabemos, a conta é totalmente aberta a movimentações e cercada pelo caráter de ser praticamente um “saldo emergencial” da família, sendo muito difícil conseguir manter uma quantia grande depositada sem fazer nenhum tipo de retirada. Com isso, em um simples saque, se perde todo um percurso de dias e dias de acúmulo.

Comentários