Economia Compartilhada você sabe o que é?

Há todos os dias surgem novas formas de administrar o dinheiro e os patrimônios que cada pessoa tem. Estes são talvez, os efeitos maiores que a globalização tem trazido para a vida das pessoas “comuns”.

Uma destas novidades que já nem é tão nova assim, mas ainda deixa muitas dúvidas para aqueles que não a conhecem direito, é a economia compartilhada. Uma forma de administrar as finanças muito interessante.

Você sabe o que é esta economia e como ela funciona? Vamos falar disso agora, acompanhe:

  • O Que é a economia compartilhada?

Podemos dizer que a economia compartilhada surgiu para auxiliar as pessoas a gastar menos, ou seja, economizar ao pé da letra.

Trata-se de uma divisão no uso de serviços, recursos e produtos. Em outras palavras, é uma espécie de compartilhamento no consumo, o que gera certa colaboração dentro do mercado. Isso promove economia e divisão, é daí que surge o nome.

Para simplificar mais, imagine uma pessoa que compra uma casa em uma cidade que não mora em tempo integral, pretendendo usar esta casa apenas algumas vezes. Caso esta pessoa decida alocar o imóvel para outras pessoas, ela estará movimentando dinheiro na economia compartilhada, pois todos colaboraram pagando pelo bem em questão.

  • Como Ela Afeta o Mundo Dos Negócios?

As diferenças entre esta nova era de mercado e a era que está terminando são muitas e cá entre nós, uma era de mercado nova sempre afeta aqueles que não se adequam 100 % as novidades do mundo a fora.

Mais adiante no futuro, veremos muitos negócios que hoje são sucesso, sofrendo para entra em dia com o mercado por que estão tendo problemas e as novas tendências e oscilações econômicas estão sendo “uma pedra no sapato” para elas.

  • Desafiando Os Antigos Modelos De Negócio

No Brasil ainda não temos muitas novidades no que diz respeito a isso, pois a economia compartilhada ainda está em ascensão no território nacional.

Porém, analisando o exterior e a experiência de nosso país com coisas novas, podemos dizer que esta forma de economia veio para tomar conta de tudo e de todos, fazendo com que o mercado fique mais movimentado e de certa forma também mais concorrido.

Um exemplo de negócio que já está dando certo por aqui e que também está causando polêmicas é o aplicativo mobile conhecido como “Uber”. Muito tem se falado nele e na sua forma de economia compartilhada dentro do negócio em que ele se envolve que são a respeito do transporte privado, os taxis.

Infelizmente como no exemplo do aplicativo “Uber” que estamos falando, a reação que os negócios mais tradicionais estão mostrando ao mundo não é tão interessante, podemos dizer que é como uma guerra fria entre o modelo novo e o modelo antigo e que assim as mudanças irão ocorrer aos poucos.

  • Considerações Finais

As novidades que estão aparecendo e se popularizando de forma rápida pelo meio digital são muitas. A globalização tem mexido com o sistema financeiro e isso está cada dia mais claro.

Como já sabemos, a moeda de um país e sua economia interfere em tudo nos demais. Imagine a alta do dólar, em consequência o real desvaloriza e assim por diante. Isso ocorre até mesmo com o sistema de importações, pois a economia de um país faz com que os seus produtos valham mais ou valham menos, tudo está ligado ao momento econômico vivido.

Sendo assim, com tantas influencias na vida financeira, podemos sempre esperar novidades ligadas a ela também e a economia compartilhada é uma novidade que tem despertado a atenção.

Com certeza temos em mãos uma moeda de duas caras, pois os novos modelos de mercado propostos por esta economia serão muito interessantes para os investidores e também para os consumidores. Porém nós teremos algumas dificuldades a enfrentar com relação aos antigos modelos de mercado, que precisarão evoluir muito, pois já estão ficando para trás e isso eles não aceitam de forma amigável.

Nosso artigo foi interessante? Comente sua opinião e mantenha os olhos abertos para não perder nenhuma novidade da nossa página. Contamos com sua visita!

Até a próxima!

Comentários